8 de jul de 2009

Van Damme recebe o roteiro de seu próximo filme

-Toc, toc.

-Pois não?

-Entrega pro seu Van Damme.

-Um minuto...

-Sim?

-O seu Van Damme, por favor?

-Pode deixar comigo.

-É que é roteiro, dona. Coisa séria, tem q assinar e tudo.

-Ele tá no banho, rapaz. E eu não tenho o dia inteiro. Quer, quer. Não quer, não quer.

-Tá ok, pode pelo menos assinar que nem ele?

...

-Obrigado hein dona!

...

-Jean

-Jean!

-JEAN!

-Que, amor?!

-Sai desse banho, chegou teu roteiro.

-Tô lavando o cabelo.

-Já ta aí há meia hora! Tá brincando de lavador de carro de novo? Já não falei pra você parar com isso, Jean?

-Me ajuda, po. Preciso devolver logo. A coisa ta feia, não posso nem pensar em perder esse papel.

-Também, falei pra você não se misturar com aquele Denis Rodman, só ferrou sua carreira.

-Você falou a mesma coisa do Mickey Rourke e ele quase ganhou Oscar ano passado!

-É, mas esse Rodman desde a época dos Pistons não me cheirav...

-Amor! Vai ajudar ou não?

-Tá, o que você precisar ver?

-Preciso começar numa situação adversa, pra mostrar superação: preso, num lugar bizarro ou em coma...

-Hum...você é engenheiro... na Rússia.

-Tá, mas vai lendo, deve piorar.

-Não, você parece bem feliz. Rico, bem sucedido, mulher linda, grávida.

-Até a página 15 tem q dar merda.

-É... na 17 ela morre, estuprada e esfaqueada.

-Tá, coloca post it nessa.

-Tá bom... olha, amor, piorou mais.

-Como?

-Você encontra o cara, mas ele é inocentado. Você o mata na frente do juiz.

-Tendi. Agora é que eu me ferro. Pra onde me levam?

-Sibéria.

-Boa, continua.

-Chega lá você cria inimizade com o chefe da máfia tentando salvar um jovem de virar noiva.

-Péra. Que página ta?

-45.

-Eu já fiquei pelado?

-Sei lá, pô.

-Revisa, é importante. Eu tenho que ficar pelado na primeira metade.

-Quê?

-Fiquei pelado em Dragão Branco e estourei. Virou superstição, sem pagar uma bunda que seja não dá. Vê aí.

-Tô achando nada...

-Uma discussão durante o banho coletivo, um ferimento na coxa que tenho que tratar sozinho...nada?

-Nada.

-Então anota na capa: “falta o nu”.

...

-Me passa a toalha.

-Quê?

-A toalha de banho. Continua.

-Tá. Briga com o chefe da máfia, 30 dias na solitária lembrando da mulher morta... Deixa eu ver, tenta se matar e não consegue.

-Ok, fundo do poço. Coloca post it. Página?

-67.

-Tá indo bem, mas agora tem q começar a redenção senão ninguém güenta.

-Vamos ver. Amizade com um sábio cadeirante de meia idade. Ah, o jovem que você protegeu é estuprado morto pela máfia.

-E eu juro vingança, hehe!

-Hum...é, você jura vingança.

...

-Como você agüenta, cara?

...

-Não, sério. Como você agüenta?

...

-Eu choro todo dia no banho...

...

-Por isso a demora?

...

-Ah, querido... Vem cá.

...

-Mas as contas tão aí pra serem pagas não é? Então vambora, pega a cueca aí na pia.

-Tem toda razão, amor. Olha, o cadeirante deixa escapar que pode te ajudar a fugir.

-Querida, pode pular pro final. Essa parte é padrão. Acha a luta final com o mafioso bolado, cuja vitória estará atrelada à minha fuga.

-Peraí.

...

-Aqui.

-Deixa eu ver. 83. Dá aqui um post it.

-Spinning kick, spinning kick slow motion, rasga a camisa, seqüência de murros na cara, chuva, spinning kick duplo, espacate com soco no saco, uso de pesos da academia para estrangulamento, quase derrota arrasadora, super close do sangue misturado com a chuva, recuperação poética, vitória épica. Tranquilo. Dá aqui a caneta pra eu vistar.

-Querida?

-Oi, amor...

-Você viu meu cortador de unha?

3 comentários:

Brunão disse...

HAHAHAHAH
Demais, cara!

errepepe disse...

A De Niro le pasa lo mismo.

Anônimo disse...

esse dai eu gostei mto ateh quase o final, mas depois pra arrematar acho q faltou um pouco de punch na parada..... :) keep writing...

Garbini